Processo Eleitoral

As eleições para o Conselho Regional de Psicologia da Bahia (CRP-03), juntamente com os outros CRs do Brasil acontecem de três em três anos, geralmente em agosto por conta do Dia da/o Psicóloga/o, comemorado em 27 do mesmo mês. Além de votar na chapa escolhida para o seu regional, a/o profissional também vota na Consulta Pública do Conselho Federal de Psicologia (CFP) para eleger as/os próximas conselheiras e conselheiros que estarão a frente da autarquia.

O processo inicia com a criação de uma Comissão Eleitoral, constituída em Assembleia amplamente divulgada e realizada com a participação de profissionais interessadas. A comissão eleita é formada por psicólogas/os e tem como atribuição conduzir as inscrições das chapas antes das eleições até o processo final, além de atender as demandas das/os inscritas/os para o pleito eleitoral vigente.

Inscrição das chapas

As chapas que vão concorrer às eleições regionais devem se inscrever durante o Congresso Regional da Psicologia (Corep), evento que aprecia e vota nas propostas que serão encaminhadas ao Congresso Nacional da Psicologia (CNP). Do CNP saem as diretrizes norteadoras dos trabalhos das gestões de todo o Sistema Conselhos de Psicologia.

Para concorrer ao CRP-03, as chapas devem ter na sua composição 26 candidatas/os, sendo 13 efetivas/os e 13 suplentes, devidamente registradas/os no CRP e em dia com a sua anuidade.

Quem pode votar

São eleitoras/es as/os psicólogas/os que, até o dia da votação, estejam em dia com as suas anuidades até o ano anterior ainda que sob a forma de parcelamento do débito, bem como em pleno gozo de seus direitos.

O voto

O voto é obrigatório, secreto, pessoal, intransferível e será dado à chapa completa, entre as chapas inscritas e habilitadas ao pleito. O voto é facultativo para as psicólogas e os psicólogos com idade a partir de 65 (sessenta e cinco) anos.

Documentos ainda não disponíveis.